Tudo sobre a relação da maconha com animais - Nowdays
Cannabis A a Z
Cannabis A a Z

Tudo sobre a relação da maconha com os animais

Hoje no cannabis de A a Z vamos falar sobre a relação da maconha com animais de estimação. Você sabia que existem tratamentos e suplementos feitos com derivados da planta especialmente pra pets? Mas, ao mesmo tempo, a fumaça do beck e a ingestão da erva podem ser veneno pra eles. Vem saber! 

by Michelle, Jun 24, 2021
0 comments.

Você já ouviu aquele ditado “A diferença entre remédio e veneno é a dose”? No caso dos animais, não é a dose que importa quando falamos da relação da cannabis com eles. Com acompanhamento médico e sabendo da procedência, a maconha pode ser um aliado poderoso aos animais. Vem com a gente!

Assim como os humanos, a maioria dos mamíferos também têm sistemas endocanabinóides. E isso, claro, abriu portas para estudos sobre tratamentos veterinários com derivados da planta. 

Hoje vamos te contar a história da Pandora, a Bulldog de 8 anos da produtora de conteúdo Halina. Mas antes, vamos falar de doguinhos e gatos que vivem com seus donos maconheiros. Quais cuidados tomar? O que fazer caso dê alguma merda?

Não fume perto do seu pet

Se você costuma fumar um perto do seu bichinho, saiba que apesar de parecer gostar do cheiro, a inalação da fumaça é super tóxica para eles e pode causar vários efeitos negativos. 

Isso porque a gente não consegue ingerir todos os canabinóides presentes em cada trago e o ‘limite’ de cães e gatos pra substância é menor, podendo ter uma ‘overdose’ de maconha. 

Assim como uma infinidade de outros gêneros de plantas, a Cannabis in natura ou seca é tóxica para cães e gatos. O que rola é que o sistema endocanabinóide deles têm mais receptores que o nosso, o que faz com que absorvam as substâncias com maior facilidade e intensidade.

Claro que tudo depende da quantidade ingerida, do porte e peso do animal e outros fatores. O alerta tá aí. Não mosquem. O que é uma chapância gostosa pra você, é sempre uma bad trip pra eles…

Meu pet comeu minha maconha. E agora?

O veterinário André Marchina Gonçalves contou em sua coluna no UOL que casos de pets com intoxicação de maconha não são nada raros. Mas, segundo ele, o maior problema na real é que os donos não abrem o jogo sobre o que rolou. E aí os veterinários têm trabalho redobrado pra tratar os sintomas e diagnosticar o bichinho.

Ou seja, caso dê alguma merda relacionada à maconha com seu pet, não esconda do veterinário! Os sintomas de intoxicação normalmente passam em algumas horas, mas tendo conhecimento do que exatamente foi ingerido, o profissional sabe o que administrar para fazer seu bichinho sofrer menos.

Sinais de que seu bichinho ingeriu maconha: 

  • expressão atordoada; 
  • olhos vidrados;
  • incoordenação;
  • tempos de resposta lentos;
  • gotejamento de urina, vômitos, salivação;
  • alterações na frequência cardíaca.

Maconha medicinal para pets

cachorro prestes a tomar uma cápsula de cbdAssim como no caso dos humanos, a existência do Sistema Endocanabinóide no organismo de cães, gatos e muitos outros mamíferos como cavalos, abriu o mercado da Cannabis medicinal para tratar diversas condições e também trazer qualidade de vida e bem-estar para os animais.

Na Califórnia já existe um mercado gigante de petiscos infusionados com óleo de cannabis para cães e gatos. Em 2019, a Vogue Brasil publicou uma matéria sobre o assunto: “Um estudo feito pela Vox aponta que a tendência ganha força graças a pet lovers da geração millennial, que agora estendem sua rotina de wellness a seus animais de estimação.”

cachorro lambendo conta gotas com óleo de cbd para animais

É isso mesmo. Além de tratamentos terapêuticos com óleos sublinguais, as tinturas, para tratamentos de doenças como epilepsia, que também atinge animais e causa convulsões, o mercado também conta com uma variedade enorme de comestíveis, suplementos e até shampoos canábicos pra bichinhos. 

A ideia é semelhante aos produtos canábicos de wellness pra humanos: viver uma vida mais gostosa e equilibrada. Não é raro encontrar pessoas que fazem microdosagem diária de canabinóides, seja com gummies, pastilhas ou o óleo. Mesma coisa pros cachorros e gatos.

Petisco infusionado com cânhamo para quadril e articulações Charlotte’s Web 

Petisco calmante com CBD sabor manteiga de amendoim – Dope Dog

Shampoo canábico para pets – Dope Dog

Óleo de CBD pra cachorro sabor salmão – Dope Dog

Quais condições de saúde do seu pet o óleo pode tratar?

O uso mais comum do CBD pra pets é para alívio de dor, principalmente neuropática.

O ativo também tem propriedades anti inflamatórias, pode ajudar com questões cardíacas, amenizar sensações de náusea e estimular o apetite. 

Outro uso cada vez mais comum é o uso do óleo para acalmar e controlar a ansiedade dos bichinhos.

No Brasil

Por aqui, o tratamento com maconha medicinal para bichos está em um limbo da regulamentação. Não existe nenhuma uma regra específica por parte dos órgãos que fiscalizam a medicina veterinária quanto ao uso de derivados da planta. 
labrador lambendo um conta gotas com óleo de cbd para animais

Mas, como contamos aqui, para os humanos, a Anvisa atende pacientes via autorizações de importação ou compra em farmácias com prescrição médica. E essa abertura, mesmo sem regulamentação específica para bichos, não impediu que profissionais se especializassem na área para poderem prescrever e acompanhar tratamentos, que aliás, tem tido resultados excelentes.

No início deste mês, a Veja São Paulo publicou uma matéria sobre a explosão de prescrições veterinárias de derivados da maconha em São Paulo, capital, e reforçam a importância de acompanhamento especializado e de saber a procedência do produto: 

“Podem ter óleos de Cannabis diluídos em semente de uva, e a uva é extremamente tóxica para cães e gatos”, explicou à revista o professor Erik Amazonas, responsável pela disciplina de endocanabinologia no curso de veterinária da Universidade Federal de Santa Catarina.

A bulldog Pandora está vivendo melhor

halina medina e pandora @tudosobrecachorros

Conversamos com a produtora de conteúdo Halina Medina, que dividiu com seus mais de 900 mil inscritos em seu do canal Tudo Sobre Cachorros, sua decisão de iniciar um tratamento com óleo de cannabis na sua cadela, a bulldog Pandora, de 8 anos.

O vídeo fez o maior sucesso, mas temos que admitir que ela foi bem corajosa de relatar sua experiência na internet:

“Sim, fiquei um pouco apreensiva quando resolvi fazer o vídeo. Porque eu mesma tive que desconstruir certos preconceitos que eu tinha em torno da Cannabis. Eu acreditava que muita gente ia levar pra um lado negativo, mas deu tudo certo! As pessoas acharam o máximo. Muita gente falou dos problemas dos seus cachorros e pediu o contato da empresa que cuidou da parte burocrática. A resposta foi muito positiva.”

A decisão foi tomada pensando na qualidade de vida da Pandora. Ela tem um problema nas articulações do joelho que a faziam mancar e sentir dor. Depois de meses tomando anti-inflamatório todos os dias, a cadela desenvolveu pedra na bexiga. Então, Halina resolveu apostar na Cannabis.

halina medina e pandora @tudosobrecachorros“A melhora é nítida. Ela mancava e não manca mais. Agora no inverno aumentamos um pouco a dose, porque no frio quem tem problema de articulação costuma sentir mais. Ela é outra cachorra. O efeito é muito parecido com o do anti inflamatório, mas tomando pelo resto da vida são muitos os efeitos colaterais. No caso do óleo de CBD, mesmo sendo um tratamento que vai seguir eternamente, ela também fica sem mancar e não tem os efeitos colaterais. Só alegria!”

“O caso da Pandora só seria talvez resolvido com cirurgia e ela já é idosa, então não quis submeter ela a isso. Ficar sei lá quantos meses sem poder brincar e correndo o risco de nem ficar boa.

Então preferi essa questão de dar uma qualidade de vida pra ela nos últimos anos de vida que tem.

A cannabis não só é um analgésico, mas também é um anti-inflamatório. Então além de não ter dor e mancar, também tá tratando. O que é maravilhoso. Recomendo super para os tutores procurar saber, se informar, ir atrás. Porque pode salvar muitas vidas e u conheço muitos casos de cachorros que mudaram completamente de vida depois da introdução do tratamento.”

O vídeo completo você pode assistir abaixo! E a gente assina embaixo dessa última fala dela:

“Espero que seja cada vez mais fácil o acesso à esse tipo de tratamento. Porque é algo natural que só tem benefícios. Não tem porque não ser permitido.”

Você já sabia que existe tratamento com maconha medicinal pra animais? Conta pra gente o que achou!

Se tiver dando bobeira, dá uma passeada pelo site. Em People tem entrevistas com uma galera foda e inspiradora! E em Basics, tem um monte de conteúdo sobre a erva, wellness e novidades legislativas e do mercado da gringa. Já assinou nossa news? A hora é agora!

Comentários

Comentar

more from nowdays

background-basic